Artigos

A responsabilidade é sua e não da bola

3 de fevereiro de 2016

VALTER TAMER

“A gente tem tentado, tem treinado… Mas, infelizmente, a bola não entra!” Isso foi dito pelo atacante Dagoberto, do Vasco da Gama, após a derrota para o Coritiba, na 20a rodada do Campeonato Brasileiro de 2015.

Mas não é só o Dagoberto. Por ignorância, instinto de proteção, mecanismo de defesa ou absoluta inconsciência as pessoas costumam, sim, culpar quem não tem nada com isso, ou, no caso da bola, digo, do Dagoberto, quem nem sabe que existe.

Isso acontece porque, em geral, as pessoas podem até saber aonde querem ir, mas não se dão conta do lugar onde estão. Elas não sabem o que está gerando e mantendo o estado em que se encontram.

Sabe quando você faz tudo certinho, estuda, trabalha, se prepara, tenta e, quando chega a “hora H”, dá tudo errado? Aí você procura uma explicação para o fracasso, alguém ou alguma coisa para responsabilizar… Aí, numa atitude quase que de desespero, você diz para si mesmo: “Será que Deus está me provando? Ou será que o Diabo está me tentando?” Pois é! Quando a gente utiliza um GPS ou aplicativo como o Waze, a primeira informação que a gente tem que inserir é o nosso ponto de partida, só depois o destino. Não é mesmo?

Então, na vida também é assim. Primeiro a gente define onde está, depois define aonde quer ir. O “como” vem por último. Voltando ao Dagoberto, se o Vasco está fazendo tudo certo, quero dizer, se não há nenhum erro técnico ou tático, o problema só pode ser emocional. Alô, Dagoberto! Tá faltando competência pra lidar com a pressão e o estresse!… Tá faltando inteligência emocional, rapaz! Já se foi o tempo em que preparo técnico e habilidade definiam os resultados. Pelo jeito, perder de 7×1 para a Alemanha não foi suficiente pra aprender.

Ei, você que não joga no time do Vasco, nem no time do Coritiba, mas joga no time da sua empresa! Deixa eu te dizer: essa regra vale dentro e fora do gramado. Por mais qualificado que você seja, por melhor que seja o seu nível ou por mais elevado que seja o seu QI (quociente de inteligência), se o seu QE (quociente emocional) está em baixa você corre um sério risco de ficar fora do campeonato. No caso da seleção brasileira, foi só a copa do mundo de 2014; no caso do Dagoberto, é só o brasileirão de 2015; no seu caso, é a luta pela vida.

Alô, Dagoberto! Alô, você! Se quiserem um apoio profissional, me contratem que eu mostro o que vocês devem fazer para identificar o agora, definir o depois e encontrar o como.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

METAMORPHOSIS 1

PRÓXIMA TURMA

16 MAR 2018

ASSINE NOSSA NEWS

Seus dados são confidenciais, serão mantidos em sigilo e jamais repassados a terceiros.

INFORME SEUS DADOS PARA RESERVAR SUA VAGA NO MÉTODO TAMER METAMORPHOSIS 1.


Suas informações serão mantidas em total sigilo. Dados confidencias protegidas por lei.

ScrollTop