Artigos

Aprenda a usar a raiva a seu favor

3 de fevereiro de 2016

VALTER TAMER

Na manhã de ontem, Vester Lee Flanagan matou a tiros dois jornalistas da TV WBDJ7 que apresentavam uma entrevista ao vivo, na Virgínia. Ele teve um acesso de raiva contra as vítimas, com as quais já havia trabalhado e acusava de conspirarem contra ele. A pessoa entrevistada ficou ferida. Flanagan se suicidou em seguida.

Flanagan tinha sido demitido da TV WBDJ7 por problemas comportamentais. Os ex-colegas e o presidente da emissora afirmam que ele tinha ataques de fúria, era uma pessoa problemática e difícil de lidar.

Sim, a raiva pode matar. Ela mata pessoas e, também, relacionamentos, projetos e oportunidades. Mas a raiva pode servir de motivação para conquistar resultados positivamente incríveis. Conheço histórias de pessoas que venceram na vida por raiva, às vezes das circunstâncias ou das condições desfavoráveis em que nasceram ou cresceram.

A raiva é uma emoção que expressa frustração, protesto ou indignação. Sentir raiva é normal, do ponto de vista ético não há nenhum mal nisso. O problema é o que você faz com ela. Uma das principais contribuições da inteligência emocional é colocar a raiva no seu devido lugar: o de agente alavancador, edificador e libertador, em vez de agente limitador, destruidor e opressor.

A raiva é provocada pela interpretação particular que você faz dos fatos ou pela forma como você percebe o mundo e a si mesmo. Frequentemente, a raiva tem a ver com seus próprios comportamentos, com aquilo que você faz ou deixa de fazer, com a atitude que você assumiu diante da vida. Você sente raiva quando frustra as expectativas dos outros e, principalmente, as suas. Em todos os casos, você é o responsável por aquilo que sente e, sobretudo, pelo que você faz com aquilo que sente.

A personagem principal da sua história é você. Portanto, a raiva é sua, contra a sua incapacidade de lidar com seus conflitos, suas fraquezas, suas frustrações, suas inseguranças, seus medos. A raiva é contra a sua incapacidade de fazer o que deve ser feito, dado o contexto e as circunstâncias. O problema é quando você projeta a sua raiva na direção errada, contra as pessoas que participam da sua vida, mas que são meros coadjuvantes. Incluam-se nessa lista seus amigos, seus filhos, seus empregados, seus colaboradores e seus colegas de trabalho.

Aprenda a canalizar a raiva contra a sua maior inimiga: a sua incapacidade de agir.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

METAMORPHOSIS 1

PRÓXIMA TURMA

16 MAR 2018

ASSINE NOSSA NEWS

Seus dados são confidenciais, serão mantidos em sigilo e jamais repassados a terceiros.

INFORME SEUS DADOS PARA RESERVAR SUA VAGA NO MÉTODO TAMER METAMORPHOSIS 1.


Suas informações serão mantidas em total sigilo. Dados confidencias protegidas por lei.

ScrollTop