Artigos | Destaque

Como se comunicar bem: O segredo para bons relacionamentos

2 de agosto de 2016

VALTER TAMER

Saber se comunicar bem vai muito além de conhecer palavras bonitas ou ser culto. E digo mais: ter o domínio da comunicação é o segredo para se relacionar bem com as pessoas, e também consigo. A comunicação vai além de palavras, ela está em atos e até no silêncio. É como você passa sua mensagem ao mundo e como todos te interpretam.

O segredo dos relacionamentos

Se relacionar talvez seja o maior desafio da existência humana. A problemática humana está no nível da comunicação. Relacionamento tem arte e técnica. Ser um “mestre” em relacionamentos não é para qualquer um, justamente por não ser uma tarefa fácil, mas ajuda a resolver todos os seus problemas, ou boa parte deles.

Todos os problemas humanos devem-se à incapacidade de se comunicar consigo mesmo e com o outro. Se passamos por uma depressão, há um problema na comunicação interna, dentro de nós, na forma como enxergamos o mundo e em como comunicamos o mundo para nós. Se relacionar é uma questão de foco, saber onde focar sua atenção, seja em você ou no outro. E é este “outro”, uma palavra que você vai ler bastante por aqui, que precisamos entender.

As duas faces da mesma moeda

A comunicação tem duas faces: ela é intrapessoal e interpessoal. Como já foi dito, não adianta tentar se comunicar com o exterior se o interior está bagunçado, deteriorado. Quando estamos “falando bem com nós mesmos” é que podemos começar a passar essa boa comunicação às pessoas que estão em nosso redor.

Mas aí entramos em outro grande problema: as pessoas não se dão conta sobre a hora em que é preciso parar de falar e deixar a palavra com o outro. E não digo falar de forma literal, mas comunicar como um todo. Dar espaço, pensar que aquele homem ou mulher na sua frente, ou no seu círculo de relacionamentos, também quer se comunicar, e precisa de espaço para isso.

É necessário, cada vez mais, permitir que o outro exista. É preciso nos deixar um pouco de lado, para que todos à sua volta possam respirar, viver e vivenciar a comunicação interpessoal. Não há uma verdade absoluta em um grupo – cada um de nós conhece suas próprias verdades e não tem nada de errado com isso –, mas chega um momento em que precisamos participar da verdade alheia, dar espaço para ela.

Não há comunicação sem empatia, sem saber servir a outra pessoa, sem saber como ser útil para quem está ao seu redor, mesmo que de forma mínima. É preciso deixar de lado o seu entendimento do que é o mundo e começar a se interessar pelo do outro. É essa a capacidade que nos separa do conceito de se relacionar bem, de saber se comunicar bem. Quando aprendemos isso, conseguimos manter o mínimo que uma relação precisa.

2 Comentários

  1. Isabel disse:

    Mestre nem sei o que dizer.Acho que vou pensar refletir para poder opinar 😞

  2. Annecy Moraes disse:

    Que bacana, Tamer!

    Começar a se interessar pelo mundo do outro é fantástico. Saber ouvir é imprescindível. Daí, acompanhando teu raciocínio, eu pensei numa palavrinha que, a meu ver, tem o poder ‘mágico’ de facilitar a comunicação e promover harmonia: compaixão.

Deixe o seu comentário!

METAMORPHOSIS 1

PRÓXIMA TURMA

16 MAR 2018

ASSINE NOSSA NEWS

Seus dados são confidenciais, serão mantidos em sigilo e jamais repassados a terceiros.

INFORME SEUS DADOS PARA RESERVAR SUA VAGA NO MÉTODO TAMER METAMORPHOSIS 1.


Suas informações serão mantidas em total sigilo. Dados confidencias protegidas por lei.

ScrollTop