Artigos | Destaque

Você sabe o que está fazendo no mundo?

11 de maio de 2016

VALTER TAMER

No início da semana, fui surpreendido – suponho que você também – com a notícia de que o deputado Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, anulou a sessão que aprovou a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Antes que eu pudesse me recuperar do susto, fui surpreendido novamente. Ele revogou a anulação. Em questão de horas, Sua Excelência “fez que foi, não foi e acabou fondo”.

Como brasileiro, eu me senti dentro da piada.

Na nova função, Maranhão teve a oportunidade de brilhar e fazer o Brasil brilhar trazendo para a pauta votações importantes. Mas, manipulado, resolveu “meter a mão na cumbuca” e causou rebuliço e instabilidade no mercado financeiro, e constrangeu ainda mais a nação brasileira. É, mais uma vez o Brasil virou piada entre as nações.

Ficou evidente que o deputado não sabe o que está fazendo lá. Faltam-lhe (ou faltaram-lhe) clareza do seu papel e da importância do cargo que ocupa.

Mas isso não é privilégio só dele. Tem muita gente que não sabe o que está fazendo no mundo. Tem gente que ainda não se deu conta do seu papel nos contextos em que está inserida. Sabe aquele pai que não age como pai? Aquela mãe que não age como mãe? Aquele casal que não age como casal? Aquele servidor que não age como servidor? Aquele gestor que não age como gestor? Aquele líder que não age como líder? Aquele colaborador que não age como colaborador? Aquele cidadão que não age como cidadão? Pois é, estão todos no mesmo barco, o barco do Maranhão.

O escritor Mark Twain disse certa vez: “Os dois dias mais importantes da sua vida são: o dia em que você nasceu, e o dia em que você descobre o porquê”. Eu concordo em gênero, número e grau. Eu estou absolutamente certo disso.

Se você não sabe o que quer nem para aonde vai; se você não sabe o que está fazendo no mundo; se você não sabe como agir nos seus contextos de interação; se você não é o sujeito da sua vida… Alguém escolherá no seu lugar; alguém decidirá no seu lugar; alguém será sujeito no seu lugar; alguém EXISTIRÁ no seu lugar. Isso significa que alguém (que não você!) definirá os rumos da sua vida. E sempre haverá alguém com disposição e clareza suficientes para fazer você viver em prol de objetivos que não são seus. Pode acreditar! E os resultados disso são imprevisíveis, às vezes desastrosos, para você e para quem divide o barco (ou a vida) com você.

Para você existir é preciso que se reconheça. Existência pressupõe reconhecimento. Reconhecer significa conhecer de novo. É presente contínuo, é conhecer hoje, amanhã, no dia seguinte e sempre.

Você sabe quais são os seus reais valores e necessidades? Você sabe o que realmente importa para você? Você sabe quais são suas verdadeiras motivações? Você sabe porque trabalha onde trabalha? Você sabe porque escolheu essa carreira? Você sabe porque leva a vida que leva? Seus objetivos de vida estão alinhados com aquilo que você acredita e valoriza? Quem pilota o barco da sua vida? Você? Os outros? Ou o seu barco está à deriva, lutando inutilmente contra as ondas?

Definitivamente, você precisa se dar conta do seu papel na vida, digo, dos papeis que você escolheu e decidiu desempenhar na vida. Ou alguém fez isso por você? Você precisa encontrar o seu lugar no mundo. Você precisa se encontrar na sua vida. Você precisa se situar na história. Faça isso agora. Faça por você. É a sua vida!

28 Comentários

  1. Hugo disse:

    Excelente!
    Obrigado!

  2. Isabel disse:

    Muito pertinente .Maranhão teve seu dois minutos.

  3. Isabel disse:

    O que dizer sobre o rumo da vida? Refletir refletir

  4. Fábio disse:

    Perfeito! Como sempre!

  5. Antonio Jorge disse:

    Mesmo quando somos surpreendidos por eventos imprevistos , estando preparados e conscientes da missão que abraçamos , somos capazes de desviar e retomar o caminho sem perder o foco ! Mestre Tamer é o cara !

  6. Gilson disse:

    Tamer, excelente, como de praxe!! Hoje, não só tenho muito bem definido “qual é a minha missão” como a exerço diariamente e grande parte disso se deve a um de seus treinamentos (Metamorphosis 3), que foi altamente impactante, esclarecedor e libertador pra mim. Minha eterna gratidão por isso – e não só!!

  7. Kelly Pimentel disse:

    É muito gratificante reconhecer nossa missão, e em alguns casos essa missão requer abnegação e renúncia, trazendo o conflito entre a sua vida ou a vida do outro?
    Porém quando você descobre que contribuindo para a felicidade do outro te faz feliz, essa missão se torna leve.
    Ótimo texto, com grandes reflexões.

  8. Ronesio disse:

    Bom de mais esses questionamentos sempre caem como uma luva.

  9. Alline disse:

    Obrigo-me a refletir sobre isso diariamente, caso contrário serei “sugada” de volta pra “a caixinha dos zumbis” (assim que chamo o mundo dos que se deixam levar). Obrigada por compartilhar! Reforça a importância que o assunto tem para mim!

  10. Paula Guimaraes disse:

    Tamer, que texto ótimo. Pertinente não só para essa semana específica como para todos os dias de nossas vidas. Obrigada por estar sempre provocando reflexões. Até mais!

  11. Prys disse:

    Mestre, sempre abrindo meus horizontes…

  12. Abionan disse:

    Sensacional!!!

  13. Ricardo Galvão Macedo disse:

    Muito bom e, como sempre, preciso !!!
    Hoje tenho muito mais consciência de minhas escolhas e ciência de meus reais valores e papéis que exerço.
    Ainda em busca de meu verdadeiro propósito e por isso, MT3 é meta este ano.
    Obrigado Mestre.

  14. Rosanne Machado disse:

    Saber o nosso papel no mundo é algo um pouco difícil quando não temos a orientação correta mas, após o treinamento MT1 tudo fica mais claro e facilmente entendido.
    MT1 é o diferencial da minha vida!
    Obrigada, mestre Tamer.

  15. Álefe Nilo disse:

    Show!

Deixe o seu comentário!

METAMORPHOSIS 1

PRÓXIMA TURMA

16 MAR 2018

ASSINE NOSSA NEWS

Seus dados são confidenciais, serão mantidos em sigilo e jamais repassados a terceiros.

INFORME SEUS DADOS PARA RESERVAR SUA VAGA NO MÉTODO TAMER METAMORPHOSIS 1.


Suas informações serão mantidas em total sigilo. Dados confidencias protegidas por lei.

ScrollTop